Conheça os melhores programas educacionais do governo

O Governo Federal anda trabalhando ano após ano para garantir um dos princípios básicos da Constituição: a educação. Mudanças no ensino de base geraram melhorias na qualidade e estrutura e agora o ensino superior está com mais fácil acesso. Há programas educacionais do Governo voltados para ajudar famílias de diferentes classes sociais. Saiba mais!


Quais os melhores programas educacionais do governo?

É de conhecimento de todos que apesar da numerosidade das instituições privadas as escolas públicas melhoraram bastante. Os livros possuem calendário, a matrícula pode ser realizada online ou presencialmente e o material didático é distribuído rigorosamente no início do semestre letivo em várias cidades.

Mas há mais. Há programas focados apenas em incentivar os estudos e ajudar na inclusão social e melhoria de qualidade de vida por meio da qualificação profissional. Conheça os melhores programas educacionais do Governo a seguir. 

Educação para Jovens e Adultos

Nunca é tarde para aprender e é nisso que foca o programa. Com aulas em diferentes turnos em praticamente todas as cidades brasileiras, o programa permite a quem precisou sair da escola um pouco mais cedo concluir o ensino fundamental ou médio. As aulas são presenciais e uma prova é aplicada todos os anos gratuitamente para garantir o diploma do ensino de base. 

ProUni

O Programa Universidade Para Todos possui como foco dar bolsas de estudos parciais ou totais em instituições privadas para alunos de baixa renda. A ideia é suprir a necessidade da quantidade de vagas insuficiente das universidades públicas para os alunos do ensino médio concluintes. As bolas podem ser totais ou parciais. A nota do Exame Nacional do Ensino Médio é a base para se candidatar a uma vaga, podendo escolher três cursos em três diferentes instituições. A maior nota vence a concorrência, mas é preciso ser baixa renda comprovada com documentação no ato da inscrição ou a vaga será remanejada. O PROUNI 2018 inicia suas inscrições sempre após o Enem. 

FIES

O Financiamento Estudantil é outra forma do estudante ingressar no ensino superior. Diferentemente do ProUni ele não é uma bolsa, apenas auxilia na forma de pagamento da mensalidade, o mais caro para o aluno.  O financiamento é realizado no valor total do curso. São cobrados por semestre os juros e ao final do curso, em até 18 meses, é necessário pagar tudo. Os juros são mais baixos que um empréstimo bancário e é necessário ter um fiador, o responsável por pagar o débito caso o aluno não consiga. 

Pronatec 

Os cursos técnicos ofertados pelo programa visam qualificação de mão de obra profissional, um grande problema para quem já é adulto e não teve oportunidade enquanto jovem. São cursos gratuitos oferecidos em diversas cidades brasileiras com certificação e encaminhamento ao mercado de trabalho. 

Jovem Sem Fronteiras

Estudantes de escolas públicas podem agora realizar o sonho de um intercâmbio em outro países. As melhores notas são encaminhadas para participar do programa com convênio com outras escolas de países diversificados. Há o pagamento de uma bolsa assistência para se manter em outro país e incentivo para pesquisas. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 Cursos superiores em alta no país

5 Formas para conseguir financiar a faculdade