5 Formas para conseguir financiar a faculdade

Estudar sempre vale a pena mas não é barato. Como não há universidade pública para todos a solução é buscar as particulares com custos altíssimos de mensalidade. Uma solução para não perder a graduação é buscar financiamentos e há algumas formas para isso. Confira!


Como financiar a faculdade?

Financiamento é uma forma de pagar suavemente as parcelas da mensalidade da faculdade. O valor do curso todo é somado e as parcelas são divididas de forma suave ou se paga ao final, após o diploma já ter sido liberado. Como fazer? Temos cinco dicas a seguir. 

Fies 

O Financiamento Estudantil, conhecido popularmente por sua sigla Fies, é uma parceria do MEC para tentar aumentar as chances de estudantes concluintes do ensino médio em rede pública de conseguir um diploma. 

O Fies possui vagas limitadas, por isso é necessário se inscrever e ter a melhor nota do Enem. Também é necessário ser de baixa renda, com renda familiar de até um salário mínimo e meio. As inscrições são anuais e caso não se consiga a vaga pode tentar mais uma vez no próximo ano. 

O pagamento é feito mensalmente apenas dos juros do financiamento. O restante deve ser pago

Crédito estudantil

As próprias instituições privadas possuem seus programas para ajudar os estudantes a pagar os estudos. Cada uma possui as suas próprias regras de crédito educativo, mas funcionam de forma semelhante.  As regras são parecidas com o Fies. O estudante terá as mensalidades somadas com juros para serem pagas um pouco depois de se formar. Mas caso não pague entra para o SPC / Serasa e haverá execução de bens. 

Financiamento estudantil no banco

Instituições financeiras como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e outras oferecem a possibilidade de financiar. Os juros são mais altos que o Fies e necessita de um fiador com comprovação de renda válida. Contudo, é um pouco mais fácil que concorrer a uma vaga no Fies.   O empréstimo universitário é mais barato que um normal mas não tão em conta, então vale avaliar com calma o valor da dívida e se vale a pena. 

Empresas de crédito estudantil

Mesmo a própria faculdade não oferecendo há opções de crédito estudantil com empresas privadas. Os juros são mais altos, mas algumas para atrair clientes andam com os mesmos juros do Fies.  Infelizmente as regras são bem rígidas. O prazo para pagamento costuma ser de um ano após concluir o curso e é preciso ter mais de um fiador. 

Financiamento estudantil Pravaler

Mais uma iniciativa privada tentando ajudar jovens e adultos a conseguir um diploma. Segue os moldes dos bancos, com contrato assinado e pagamento após se formar. Enquanto as aulas acontecem é preciso pagar pequenas mensalidades como no Fies, os juros da dívida.  Qual a melhor forma? Se há urgência o banco é mais rápido para aprovar (as vezes na mesma hora). Caso não tenha é interessante se cadastrar no Fies por um prazo de pagamento mais longo e juros menores. Também há a vantagem de cobrir mensalidades altas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os melhores programas educacionais do governo

5 Cursos superiores em alta no país